fbpx

Tempestade de ideias

Um brainstorm bem executado pode trazer grandes benefícios

 

Nenhuma ideia é tão maluca que não mereça ser considerada com seriedade e firmeza.” (Winston Churchill.)

Vamos abordar uma técnica muito comum para estimular o aparecimento de ideias: o brainstorm – ou simplesmente “tempestade de ideias”.

Essa técnica consiste em duas etapas: criação e julgamento. São duas fases distintas, pois não se deve pensar ao mesmo tempo na solução do problema e na sua crítica. Reúna os colaboradores de sua empresa/igreja em um local confortável e informal. Tenha na sala bastante líquido e alimento, afinal, quando se quer alimentar a mente, não se pode negligenciar o corpo. Selecione uma pessoa para ser a líder do grupo e defina claramente o problema quando a reunião começar. Essa pessoa será responsável por anotar as ideias. É importante também determinar o tempo da reunião e manter-se fiel a ele.

Durante a primeira fase do brainstorm, TODAS as ideias devem ser anotadas, por mais idiota, nonsense ou incompletas que possam parecer, devem ser anotadas sem qualquer ceticismo. É um período de ausência completa de críticas. Nessas sessões é expressamente proibido observações do tipo “não, isso não serve”, “já foi experimentado e não deu resultado”, “tsk, tsk, tsk”, dar aquele sorriso superior ou fazer qualquer gesto que signifique desaprovação. Enfim, nada que possa inibir o fluir das ideias deve ser tolerado. Busca-se que as ideias sejam “expelidas” pelos participantes no momento exato em que vêm à mente.

Após o término desse período é hora do julgamento. É hora de avaliar tudo o que foi anotado, analisando a viabilidade de cada uma das ideias. Aplique o julgamento normal de negócios nesta análise.

Todo esse processo ajudará a estimular a criatividade em sua empresa, além de promover a participação dos funcionários, deixando-os ativamente envolvidos em fazer contribuições. Lembre-se: estimular a criatividade significa encontrar soluções para problemas e inventar novos problemas, sempre visando à otimização dos lucros.

A quem diga, porém, que um comitê jamais criou alguma coisa. Que a criatividade é algo individual. Nesse caso, quando os esforços para se resolver um problema são baseados por uma só pessoa, o processo é chamado individual brainstorm. Um só indivíduo pode praticar o brainstorm, tendo a si próprio como único membro.

Meu desejo é que essas técnicas o ajudem no dia a dia, trazendo benefícios não somente nos resultados numéricos, mas na qualidade dos serviços prestados e nos relacionamentos.

Recommended Posts