fbpx

Podcast, a (nova) estrela das plataformas digitais

Você tem o costume de ouvir podcasts? Ou pelo menos já ouviu falar? Não é algo novo, pois o termo foi criado pelo ex-VJ da MTV, Adam Curry, no início dos anos 2000, da junção das palavras iPOD (aquele player de áudio digital da Apple, lembra dele?) e o termo em inglês Broadcasting (transmissão, sistema de disseminação de informação em larga escala). Contudo, foi nos últimos 18 meses que essa ferramenta explodiu no Brasil, com o surgimento de diversas novas iniciativas para os mais variados públicos e formatos: narrações de histórias, debates em torno de temas específicos, entrevistas, resenhas de livros, devocionais, ou simplesmente o registro de conversas sobre diversos assuntos. E diversas igrejas e ministérios têm usado a mesma como canal de comunicação.

Apesar de lembrar um programa de rádio, o podcast se diferencia por sua praticidade: arquivos de áudio leves e disponíveis para download, sem hora marcada para ouvir, nem duração exata. Você acha de graça na internet, pode assinar o serviço para ser lembrado sempre que surgem novos episódios e pode ouvir no carro, na academia, lavando louça, no transporte público ou na sala de espera de um consultório, ou seja, onde quiser e puder.

Outro motivo que tem feito dessa ferramenta um sucesso é o fato de que é algo muito fácil de produzir e disponibilizar, e com essas dicas que vou partilhar com você ficará ainda mais fácil. Anota aí:

  1. Do que preciso? De um bom tema, um pessoal que realmente tenha conhecimento do assunto e facilidade para conversar, um local silencioso e algum equipamento (veja abaixo);
  2. De equipamento, você vai precisar de:

    Figura 1
  3. a) uma interface de gravação – pode ser um gravador digital (como, por exemplo, o da figura 1), um smartphone com um bom app de gravação, ou ainda um computador com um programa de gravação e edição instalado (o Audacity é uma opção gratuita e muito boa!).

    Figura 2
  4. b) Microfones – existem hoje microfones criados especialmente para esse fim (figura 2), que podem ser conectados diretamente em seu smartphone, tablet ou na USB de seu computador. Mas você também pode usar microfones comuns e uma pequena mesa de som (figura 3)
    Figura 3

    ligada ao seu computador, sem problemas;

  5. Equipamento em mãos, sala preparada e convidados a postos? Está QUASE tudo ok, mas ainda não aperte o REC! Tenha em mãos uma estrutura do episódio – um pré-roteiro com informações úteis sobre o tema e algumas perguntas e partilhe isso com seus convidados. Mesmo sendo algo informal e descontraído, é preciso ser organizado para evitar aqueles “vazios” indesejados durante a gravação;
  6. Gravou? Edite usando uma vinheta legal com trilhas sonoras gratuitas (tem bancos do YouTube e Facebook à disposição);
  7. Chegou a hora publicar! Eu sugiro começar com o serviço do Anchor fm que, além de gratuito, já distribui seu podcast para os principais agregadores e players de áudio, como o Google Podcast, iTunes e Spotify, entre outros.
  8. Não se esqueça de divulgar em seus perfis nas redes sociais, site da igreja ou organização, boletim etc. A divulgação é a alma do negócio!

Quer curtir alguns podcasts cristãos legais? Confira essas sugestões no Spotify ou diretamente nos sites: QuintaCast, Irmaos.com, BTCast, entre outras boas opções.

E se quiser saber mais sobre a técnica por trás da produção, me escreva. Vou até aí e produzimos juntos para aprender! É sempre um prazer servir à Igreja de Cristo.

Recommended Posts