fbpx

Criatividade – até que ponto isso interessa a uma empresa?

Criatividade significa o ato de dar existência a algo novo, único e original. Em marketing esse “algo novo e original” deve partir da premissa básica de que deve ser útil à empresa ou ao seu criador, à comunidade de consumidores, ou à comunidade em geral.

Essa definição de criatividade, por si só, já bastaria para identificar se sua empresa é ou não criativa. Mas a questão é: até que ponto isso interessa a uma empresa? A verdade é que a empresa que, nos dias de hoje, se recusa a ser criativa – não desenvolvendo os seus produtos, sua estrutura ou seus sistemas, ou não estando atenta a novas descobertas desenvolvidas em outras partes do mundo – está fadada a ser superada muito rapidamente.

O lançamento antecipado de um produto novo; uma melhoria em produto antigo; uma nova abordagem para o mercado – todos esses fatores podem ter uma influência fundamental na otimização dos lucros, e é só através de sua compreensão e execução que uma empresa poderá manter boas posições ou melhorar a posição atual. Esta é a razão por que se diz que “marketing é a administração da criatividade”.

Em termos empresariais, o excessivo temor de errar em novas experiências, envolvendo o nome da empresa, constitui um dos grandes empecilhos à criatividade. Não é tanto pelos eventuais prejuízos financeiros que o fracasso acarretaria; seria mais pela excessiva consciência de sua personalidade – ou pelo temor de, em seus currículos, os executivos carregarem o estigma de uma ação malsucedida.

Em termos gerais, porém, a característica da criatividade na empresa assume duas formas básicas:

  • A empresa é a extensão da criatividade de um líder; isso é básico em empresas de comunicação, onde os seus produtos são feitos à imagem e semelhança de seu criador.
  • A empresa cria condições internas em que a criatividade alimenta a si própria e se desenvolve independentemente de seus líderes.

Em ambos os casos, uma das premissas essenciais é ser a empresa solidamente administrada. Empresas em processo de decadência econômica e financeira raramente conseguem gerar de dentro essa criatividade ou as soluções para os seus problemas. Outra característica: um ambiente jovial e descontraído conduz a um nível maior de criatividade. Um ambiente carregado, onde o sorriso é proibido, inibe a busca de soluções novas e originais.

Criatividade implica em mudanças e está comprovado que na natureza do homem há uma resistência à mudança. Estamos convencidos de que não podemos realmente mudar, de que só podemos nos adaptar ao novo. Em outras palavras, mudanças drásticas geram a necessidade de um novo nascimento e uma nova identidade. A postura adotada diante dessa necessidade é que determinará se a mudança ocorrerá suavemente ou por convulsões e explosões.

Recommended Posts